Uma virtualização de servidores sem intermediários

Dicas de virtualização integradas no núcleo

A principal diferença entre os KVM Virtual Private Servers e o resto dos servidores de virtualização consiste no próprio método de virtualização. Por meio dos Servidores KVM, o servidor não requer um programa virtualizador adicional para ser executado- em troca os procedimentos do software que se precisam estão sendo compiladas como uma parte indivisível do SO do host. Isto reduz ao mínimo de uma forma visível aquela quantidade dos recursos que o servidor há de reservar com o propósito de rodar aplicativos de software adicionais ficando os tais recursos livres para ser utilizados pelas máquinas virtuais. O fato de eliminar o tal estrato de comunicação estra também minimiza o tempo de atraso de entrada/saída, o qual resulta no rendimento muito mais veloz do seu VPS.
Uma virtualização de servidores sem intermediários

Uma utilização dos recursos bastante melhorara

Alocações do servidor à vossa completa disposição

Graças à eliminação do desconforto da camada de virtualização adicional por onde se dirige o tráfego de dados até chegar ao servidor mestre, os Servidores Privados Virtuais KVM dispõem de uma melhoria considerável no uso das capacidades do servidor. Os passos de virtualização KVM são criados diretamente no kernel do SO do servidor físico, o que significa que a comunicação entre os KVM VPS e o host físico realiza-se de forma direta. A tal reduzida redundância de comunicação leva a uma performance muito melhor em situações reais, se se compara com outras soluções de virtualização.
Uma utilização dos recursos bastante melhorara

Pleno controle no que se refere ao SO

Liberdade ilimitada para instalar qualquer sistema operacional que desejar

Uma das principais limitações dos Servidores Privados Virtuais, em comparação com servidores dedicados sobretudo é o SO por si mesmo – no caso comum você não tem outra opção senão escolher um dos sistemas operacionais aprovados pelo provedor. Por meio de um KVM VPS, no entanto, é alcançável pôr praticamente qualquer um dos SOs que podem correr no seu servidor e também no hardware do servidor principal. Este cenário é realizável por meio do algoritmo sem-segundo no qual é baseada a tecnologia KVM. KVM está integrado diretamente no sistema operacional do servidor físico, que vem ajudar para se conseguir manter uma comunicação direta entre as máquinas hóspedes e o hardware, sem a necessidade de um estrato complementar para transmitir informação, utilizado no resto dos métodos de virtualização.
Pleno controle no que se refere ao SO
  • Centro de Dados em EUA
  • Centro de Dados em EUA

    Steadfast, Chicago, IL